Director Carlos Rosado de Carvalho

O constante desafio dos talentos numa organização

O constante desafio dos talentos numa organização

As organizações não são constituídas apenas pelos talentos, mas também por colaboradores desmotivados, indiferentes, e por colaboradores, cumpridores e outros que apenas desejam tranquilamente cumprir o seu trabalho sem grandes aspirações. Será que necessitamos que todos sejam talentos? Será que é esse o foco da organização?

Ao falar de talentos, a primeira imagem que nos surge são as pessoas excepcionais que encontramos nas organizações. Mas o que é isto de ser excepcional? Ter um desempenho acima da média, estar sempre disponível, capacidade de lógica e raciocino rápido, vontade contínua de aprendizagem... são algumas das características que poderíamos aqui considerar. Mas, cada empresa deverá definir e estabelecer os seus critérios, sobre o que considera válido para identificar os seus talentos.

De acordo com Tomas Chamorro-Premusic, "o talento e esforço são as razões para que uns tenham mais sucesso que outros. O talento está relacionado com habilidades, skils e perícias do que uma pessoa pode fazer. E o esforço está relacionado com o grau sobre o qual a pessoa implanta o seu talento".

O sucesso aqui, assenta na utilização da competência e no grau em que as mesmas são utilizadas. Ao que segue a questão: e que forma, avalia esse sucesso? (...)


(Leia o artigo integral na edição 492 do Expansão, de sexta-feira 28 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i