Director Carlos Rosado de Carvalho

Programa Chevening para Angola tem 6,9 milhões Kz do Reino Unido

Programa Chevening para Angola tem 6,9 milhões Kz do Reino Unido
Foto: Lídia Onde

A falta de divisas para pagar os testes deixou 12 das 18 vagas disponiveis no Programa Chevening para 2018-2019 por preencher. Os seis candidatos seleccionados para formação em mestrado no Reino Unido são de Angola e São Tomé e Príncipe. O programa já beneficiou 98 estudantes, desde 1983.

Apesar de terem colocado à disposição dos estudantes de Angola e de São Tomé e Princípe 18 vagas para bolsas de estudo para graduação em mestrado, somente quatro angolanos e dois são tomenses foram seleccionados para o programa Chevening, do Reino Unido. Os restantes candidatos não conseguiram pagar as provas de inglês, e dos outros testes exigidos, e ficaram de fora.

Este pré-requisito, conforme as regras das candidaturas Chevening, exige ao candidato a marcação e pagamento do teste de inglês, bem como outros que sejam solicitados pelas universidades no Reino Unido, valor este que é reembolsado até 150 USD e acrescido aos custos gerais, caso o candidato seja considerado apto.

Segundo a embaixadora do Reino Unido em Angola, Jessica Hand, a principal causa para as vagas não terem ficado todas preenchidas deveu-se "à dificuldade na obtenção de moeda estrangeira por parte de muitos candidatos". (...)

(Leia o artigo integral na edição 497 do Expansão, de quinta-feira, dia 1 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i