Director Carlos Rosado de Carvalho

Regulador aponta "AngoRe a operar" no próximo semestre

Regulador aponta "AngoRe a operar" no próximo semestre
Foto: Adjali Paulo

As seguradoras angolanas aguardam com expectativa e entrada em operação da Empresa Angolana de Resseguros (AngoRe) criada há 15 anos.

O sector aguarda há 15 anos pela entrada em funcionamento da Empresa Nacional de Resseguros (AngoRe), cenário que poderá concretizar-se brevemente. O ministro das Finanças, Archer Mangueira, não avançou prazos na abertura do III Fórum Seguros, mas no discurso de encerramento do evento promovido pelo Expansão, o PCA da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), Aguinaldo Jaime, arriscou-se "a prever que dentro do próximo semestre poderemos ter finalmente a AngoRe a operar."

Segundo Archer Mangueira, "uma vez instituída, a AngoRe deverá reter uma boa parte dos riscos que nesta altura são cedidos ao mercado externo de resseguro e terá um papel importante no mercado angolano e internacional".

O ministro assegurou que o Governo irá "desenvolver acções necessárias para que a AngoRe passe a ser uma realidade, elevando o potencial de gestão de risco por parte do sector segurador nacional". (...)



(Leia o artigo integral na edição 498 do Expansão, de sexta-feira, dia 9 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i