Director João Armando

Angola está numa encruzilhada!

Angola está numa encruzilhada!

O ano de 2018 caminha para o seu final e os indicadores económicos do País apontam para mais uma recessão i.e. o País está mais pobre.

A confirmar-se, este será o 3.º ano consecutivo de crescimento negativo. A este problema, acrescenta-se agora um Orçamento Geral do Estado, para 2019, sob o qual, devido à quebra do preço do barril de petróleo, pairam sérias dúvidas sobre a possibilidade de cobertura das despesas.

Não deveria ser surpreendente que a confiança por parte dos empresários em relação às medidas de políticas avançadas pelo Executivo do Presidente João Lourenço continua negativa. As associações empresariais pedem que o Executivo regularize as suas dívidas junto dos seus filiados.

Os industriais angolanos indicam a falta de matéria-prima, falta de água e energia eléctrica como os principais problemas. Pelo que (1) regularizar a dívida e assegurar que a despesa pública, i.e. contratação de bens e serviços contribua igualmente para a redução das importações, devem merecer a atenção do Estado em 2019; uma melhor rentabilização dos perímetros irrigados existentes em Angola poderia contribuir para a produção local de matéria-prima e redução da importação de produtos alimentares; (3) dotar os pólos industriais, por ex. de Viana e Catumbela, de infra-estruturas adequadas, bem como facilitar a instalação de futuros investimentos na Zona Económica Especial (pensando já na exportação) poderiam permitir aos investidores produzir com um custo mais competitivo. Sim, Angola está mesmo numa encruzilhada. (...)


(Leia o artigo integral na edição 504 do Expansão, de sexta-feira, dia 21 de Dezembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i