Programa de Acesso das Mulheres ao Financiamento

Programa de Acesso das Mulheres ao Financiamento
Foto: ARQUIVO
EXPANSÃO

Desde 2002, Angola fez grandes desenvolvimentos em vários sectores, entre eles a construção de instituições fortes, a manutenção da estabilidade macroeconómica e a implementação de programas com vista à redução da pobreza, através do aumento do acesso das populações aos serviços básicos.

O Governo angolano deve construir esta trajectória e aumentar a penetração e inclusão financeira como veículo chave para um crescimento económico sustentável, em que o acesso insuficiente por parte das PMEs constitui e deve ser o grande desafio para que haja desenvolvimento económico do País.

As últimas estatísticas realizadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), indicam que as mulheres representam, aproximadamente, 52% da população angolana e que o acesso ao crédito para as mulheres representa uma pequena percentagem do total de crédito concedido.

Pela visão da "Associação Lei com Força" é necessário pôr em prática as normativas do artigo 13.º e 14.º da convenção de CEDAW que promove a igualdade de género no acesso ao trabalho, pois as mulheres promovem a empregabilidade, por isso, devem ter acesso ao crédito e, por via deste, promover o crescimento macroeconómico da economia angolana. (...)


(Leia o artigo integral na edição 514 do Expansão, de sexta-feira, dia 7 de Março de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i