Director João Armando

FMI adia segunda tranche do apoio financeiro a Angola

FMI adia segunda tranche do apoio financeiro a Angola

O resultado da primeira avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI) ao cumprimento das metas acordadas com o Governo, no âmbito do Programa de Financiamento Ampliado (PFA), era esperado esta terça-feira, mas foi adiado para depois de mais uma ronda de reuniões que irá decorrer nas próximas semanas em Washington, nos Estados Unidos, e que incluem a "revisão do PFA".

Só depois, se a equipa técnica chefiada por Mário Zamaroczy der nota positiva ao desempenho do País, será desbloqueada a segunda tranche prevista no PFA, no valor de 179 milhões de DES (Direitos Especiais de Saque), a moeda de reserva do FMI, equivalentes a 249 milhões USD, que Angola deveria receber no final de Março caso tivesse bom desempenho.

Em comunicado, o Ministério das Finanças não explica as razões do adiamento, avançando apenas que uma delegação irá deslocar-se aos EUA para continuar a trabalhar na "avaliação exaustiva do cumprimento das metas estabelecidas para a primeira avaliação do PFA e no ajustamento das metas para as próximas avaliações semestrais". (...)


(Leia o artigo integral na edição 518 do Expansão, de quarta-feira, dia 3 de Abril de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i