Manuel Vicente interrogado em investigação de corrupção no processo TAP/Sonair

Manuel Vicente interrogado em investigação de corrupção no processo TAP/Sonair
Foto: ARQUIVO
EXPANSÃO

Antigo braço direito de Eduardo dos Santos foi ouvido numa "audição discreta" na sede da PGR, num processo em que foi arrolado Mirco Martins, seu filho, e outro ex-presidente da Sonangol, Francisco Lemos.

O ex-vice-presidente Manuel Vicente foi interrogado, na Direcção Nacional de Prevenção e Combate à Corrupção (DNPCC), num processo de inquérito no âmbito da investigação sobre suspeitas de lavagem de dinheiro entre a Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) e a Sonair, a transportadora aérea pertencente à Sonangol.

Trata-se de um processo em que a subsidiária da Sonangol é acusada de ter pago elevadas quantias à TAP durante cerca de quatro anos, até 2013, para que esta lhe fizesse a manutenção aos aviões. Acontece, de acordo com fontes judiciais, que nenhum serviço foi prestado e os dinheiros públicos em causa foram utilizados para a compra de apartamentos luxuosos em Portugal.

O Expansão contactou o porta- -voz e director do gabinete do Procurador- Geral, Helder Pitta Grós, o procurador Álvaro João, que confirmou a audição do ex-vice-presidente de José Eduardo dos Santos, Manuel Vicente, mas recusou- se a prestar informações sobre o andamento do processo por razões de segredo de justiça.

O alegado esquema de corrupção ocorreu no período em que Manuel Vicente estava à frente da companhia, razão pela qual a PGR entende que a operação terá sido do seu conhecimento, mais ainda pelo envolvimento do seu filho Mirco Martins, também ele ouvido pelos procuradores da DNPCC, numa audição dirigida pela procuradora Inocência Pinto. (...)


(Leia o artigo integral na edição 518 do Expansão, de quarta-feira, dia 3 de Abril de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i