Investidores estrangeiros pedem maior apoio da banca nacional nos seus projectos

Investidores estrangeiros pedem maior apoio da banca nacional nos seus projectos
Foto: Lídia Onde

Na cimeira Choiseul Africa Summit, onde se analisou o investimento estrangeiro em Angola, um dos pontos altos da discussão foi o "fraco" apoio da banca aos empreendedores estrangeiros.

A atracção de investimento estrangeiro para o crescimento de Angola "só será possível se a banca nacional for capaz de financiar projectos de investimento", admite o PCA do Banco Prestígio, Tito Mendonça.

O gestor falava à margem da cimeira Choiseul Africa Summit, realizada em Luanda, e dedicada ao investimento estrangeiro em Angola, onde ouviram algumas reclamações de investidores estrangeiros no País.

De acordo com o balancete do IV trimestre de 2018, esta instituição financeira já disponibilizou 519 milhões Kz, "valor que engloba crédito de investimentos", avançou o PCA ao Expansão, sem precisar o montante.

O empresário moçambicano Frederico Silva, proprietário do site Emprego, queixou-se da dificuldade para se firmar em Angola devido à "fraca presença da banca angolana nos negócios de estrangeiros".

Este empreendedor aproveitou a Choiseul Africa Summit, um evento de repercussão internacional que favorece a criação de redes e promove negócios e diálogo entre personalidades de todos os países da África, para falar da "necessidade de haver maior confiança no investidor estrangeiro". (...)


(Leia o artigo integral na edição 518 do Expansão, de quarta-feira, dia 3 de Abril de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i