O desemprego também é um "inimigo público"!

O desemprego também é um "inimigo público"!

Na edição 454 de 5 Janeiro de 2018 interrogámo-nos se a população jovem angolana seria para o Governo força para o desenvolvimento ou ameaça, olhando para o discurso do então ministro da Defesa e hoje Presidente, João Lourenço, na 29.º Cimeira da União Africana.

No texto indicámos que hoje talvez a "emigração dos nossos jovens, sobretudo para a Europa, em condições bastante perigosas e, (...), vergonhosas", como disse João Lourenço, no seu discurso, fosse o mal menor.

Concluímos na altura que o fraco crescimento da indústria transformadora para 2018 deixava-nos cépticos no que toca à possibilidade de a juventude ver materializado em 2019 o seu direito constitucionalmente consagrado, artigo 76.º, de ter um trabalho. Pois bem, o Instituto Nacional de Estatística acaba de divulgar os últimos dados sobre o emprego e lamentavelmente a nossa análise e prognóstico estavam correctos.

O relatório sobre Indicadores de Emprego e Desemprego: Inquérito Sobre Despesas, Receitas e Emprego em Angola de Abril 2019 indica que a população economicamente activa aumentou de 53% em 2014 (dados do Censo) para 86,5% em 2019. Todavia, a taxa de desemprego aumentou de 20% entre a população com 15 - 64 anos para 28,8%, e de 38% entre os jovens dos 15 - 24 anos entre 2015 e 20161 para os 52,4%.

O sistema de Segurança Social nacional funciona, de uma maneira simples, como um "esquema de pirâmide", i.e. aqueles que trabalham hoje pagam a reforma daqueles que trabalharam ontem. Ora bem, se hoje 68,8% dos jovens entre os 15 - 24 anos de idade tem um emprego informal e 52,4% dos jovens estão desempregados, a pergunta que urge fazer é quem vai pagar amanhã pela pensão de reforma dos que hoje não trabalham?

Visto desta forma fica claro que reduzir a alta taxa de desemprego e de informalidade no mercado laboral, tornando viável a segurança social no futuro, deve ser visto pelo Executivo de João Lourenço como um imperativo de segurança nacional. (...)


(Leia o artigo integral na edição 522 do Expansão, de quarta-feira, dia 3 de Maio de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i