Director João Armando

Receita fiscal com diamantes equivale já a quase metade do total arrecadado em 2018

Receita fiscal com diamantes equivale já a quase metade do total arrecadado em 2018
Foto: César Magalhães

Fim dos clientes preferenciais motiva os operadores a aumentar produção. Mais produção e mais vendas dispararam as receitas fiscais. Só em imposto industrial, o sector arrecadou mais 15,2% que o total arrecadado em 2018.

A receita fiscal com a venda de diamantes nos primeiros quatro meses deste ano já atingiu 44,2% do total arrecadado no ano passado, indicam os dados da direcção de tributação especial da Administração Geral Tributária (AGT).

A AGT indica que o Estado já arrecadou 486,3 milhões USD este ano, equivalente a 44,2% dos 1,1 mil milhões USD arredados nos doze meses de 2018. Todavia, o total da receita fiscal em kwanzas, nos primeiros quatro meses deste ano já vale 57,1%, dos 20, 0 mil milhões Kz arrecadados no ano passado, ou seja, entraram para os cofres do Estados, entre Janeiro e Abril, 11,4 mil milhões Kz em 2019.

Estes resultados resultam da venda de 3,3 milhões de quilates de diamantes entre Janeiro e Abril do ano em curso, cerca de 39,3% do total de quilates comercializados em todo o ano passado, 8,4 milhões, de acordo com a tabela de resumo de apuramento da receita mensal com a venda de diamantes publicada esta semana pelo Ministério das Finanças.

De recordar que nos meses de Janeiro, Março e Dezembro de 2018 não houve pagamento da receita fiscal diamantífera e apenas foram contabilizados nove meses. Em termos de evolução de preços, nos primeiros quatro meses o quilate de diamantes produzido em Angola foi vendido a 139,2 USD, o que representa um aumento de 8,5% face aos 128,3 USD que foi o preço médio no período homólogo do ano passado. (...)


(Leia o artigo integral na edição 525 do Expansão, de quarta-feira, dia 24 de Maio de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i