Director João Armando

Reserva Federal norte-americana vai analisar em Luanda condições para o regresso do dólar

Reserva Federal norte-americana vai analisar em Luanda condições para o regresso do dólar
Foto: D.R.

Depois do acordo assinado em Abril com o Ministério das Finanças, técnicos da Reserva Federal vêm a Angola constatar se há condições para que a moeda americana volte a circular.

Técnicos da Reserva Federal americana (Fed) chegam ao País, a 18 de Junho, para avaliar o sistema financeiro nacional e confirmar a existência de condições para que o dólar volte a circular em Angola.
Até ao dia 20, altura em que termina a missão dos funcionários da Fed, as conversações vão girar à volta do retorno dos bancos correspondentes norte-americanos que deixaram de trabalhar com instituições financeiras a operar em Angola em 2016, agravando assim os efeitos da crise de 2014, provocada pela redução do preço do barril de petróleo no mercado internacional.
"Queremos, com este encontro, manter um diálogo permanente que facilite a execução das operações monetárias que foram terminadas com alguns bancos", disse o governador do banco central na conferência "Angola Petróleo e Gás 2019", que terminou esta quinta-feira, em Luanda.
No mês de Abril, o Ministério das Finanças e o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos assinaram um acordo para a prevenção e repressão de crimes de branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo (CBC/CFT). O tratado prevê a abertura, ainda este ano, de um escritório de assistência técnica em Luanda, para aperfeiçoar o regime preventivo e apoiar os organismos envolvidos na aplicação da lei CBC/CFT, bem como a capacidade técnica da Unidade de Informação Financeira (UIF).

(Leia o artigo na integra na edição 527 do Expansão, de sexta-feira 7 de Junho de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i