Desafios emergentes no Ensino Superior

Desafios emergentes no Ensino Superior
Foto: César Magalhães

Apesar das lideranças de topo das instituições de ensino superior angolanas já apresentarem alguns académicos de reconhecido valor, a sua visão e experiência da complexidade do processo de transformação requerido é nula ou reduzida (...) É de gestão e estratégia que o sector mais precisa...

A crise económica e financeira que afecta Angola desde 2014 não permitiu ainda restabelecer a "normalidade" em termos cambiais, de investimento e de emprego, afectando de forma transversal todos os agentes económicos e, mais concretamente, as instituições de ensino superior angolanas.

Camuflado pela crise que o País tem atravessado verifica-se que, nos últimos anos, criou-se um clima de desresponsabilização em alguns quadros das instituições de ensino, sejam privadas ou públicas, relativamente às decisões operacionais e financeiras que tomam, o que tem prejudicado os resultados financeiros alcançados, mas especialmente a melhoria da qualidade do ensino.

Assim, para além dos desafios impostos por este novo paradigma económico, as instituições de ensino superior enfrentam também outros desafios, de foro interno, tais como a existência de estruturas administrativas e financeiras incapazes de responder à variação da procura e à crescente exigência por um ensino de qualidade e um contínuo aumento da população jovem que garantirá um crescimento da procura pelo ensino superior nos próximos anos.

Aumentar a ligação com as empresas, quer em parcerias em projectos quer na promoção de estágios profissionais, e conseguir gerir a tendência de diminuição dos apoios estatais e empresariais em bolsas de estudo e respectivos atrasos nos pagamentos, são também desafios significativos das instituições de ensino superior nacionais da próxima década.

Junte-se a isto uma inexistência de mecanismos legais e procedimentais que protejam as instituições de ensino face à cultura generalizada de incumprimento financeiro dos alunos e ainda o aparecimento de modelos alternativos de aprendizagem, como a aprendizagem online, e os desafios ao sector são mais que muitos. (...)


(Leia o artigo integral na edição 529 do Expansão, de sexta-feira, dia 21 de Junho de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i