Nigéria assina acordo Eritreia continua de fora e dez anos para implantar

Nigéria assina acordo Eritreia continua de fora e dez anos para implantar
Foto: D.R.

A Cimeira da União Africana em Niamey confirmou o lançamento oficial da Zona de Comércio Livre em África. 53 países já assinaram o acordo, 25 já o ratificaram nos parlamentos nacionais, e apenas a Eritreia está fora.

A assinatura da Nigéria volta a dar força ao programa da Zona de Comércio Livre em África (ZCLA). Este é o país africano mais populoso, a maior economia de África e há muito tempo uma potência regional. Quando se retirou do processo, alguns observadores questionaram se o acordo comercial africano poderia vir a se concretizar- se sem este país.

Quando saiu das negociações, o presidente Muhammadu Buhari afirmou que precisava de mais tempo de consulta com os agentes económicos do seu país antes da adesão. Desde então, o órgão governamental responsável pelas negociações comerciais na Nigéria disse ter consultado 27 organizações do país, incluindo os principais sindicatos de trabalhadores.

Agora que a zona de comércio livre oferece um acesso ao enorme mercado nigeriano, África também se encontra em melhor posição para negociar com os organismos regionais de outras partes do mundo. Apenas a Eritreia está de fora no universo de 54 países que fazem parte da União Africana.

Nesta cimeira de Niamey, foi várias vezes referido que o acordo permitirá aumentar em cerca de 60% o comércio dentro do continente africano até 2022, e atrairá mais investidores de toda a parte do mundo. (...)


(Leia o artigo integral na edição 532 do Expansão, de sexta-feira, dia 12 de Julho de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i