ASSIMETRIAS OU DESENVOLVIMENTO LOCAL?

ASSIMETRIAS OU DESENVOLVIMENTO LOCAL?

Seja qual for o país, só será possível reduzir as assimetrias regionais quando existir um olhar crítico, analítico e estratégico sobre o potencial real de cada zona, viabilizando um plano integrado que de forma produtiva neutralize as desigualdades existentes a todos os níveis.

Todos temos consciência que são as desigualdades existentes entre as diversas zonas de um País que provocam assimetrias económicas e sociais, desequilibrando todo o processo de desenvolvimento que, ao invés de ser integrado, provoca uma economia a dois ritmos completamente antagónicos.

Essencial é, assim, promover uma política de desenvolvimento do território baseada no seu real conhecimento e das suas potencialidades, agindo de forma coerente sobre todos os factores determinantes para a sua evolução.

As assimetrias regionais estão intimamente associadas a desigualdades na taxa de crescimento da actividade económica, bem como aos diferentes níveis de aproveitamento do potencial de crescimento de cada zona ou região, reflectindo-se nos diferentes níveis de rendimento, taxas de crescimento do produto interno e nas taxas de desemprego, resultado de toda esta desregulação.

É da responsabilização de todos os intervenientes na sociedade, Governo e entidades, empresas e população, criar alinhamento, sinergias e complementaridade de competências que garantam o adequado aproveitamento dos meios, tecnologias e potencial humano de cada zona.

De igual modo, é em âmbito local que, de forma imediata, se encontram soluções e identificam as potencialidades que permitem o desenvolvimento social e económico.

Falo da resposta adequada às necessidades sociais e do aproveitamento das potencialidades e habilidades locais existentes, facilitadas através de uma maior proximidade entre as comunidades. A falta de informação e comunicação gera, muitas vezes, distanciamento, desmotivação e negativismos desnecessários. (...)


(Leia o artigo integral na edição 536 do Expansão, de sexta-feira, dia 9 de Agosto de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i