Barril de petróleo bate barreira dos 60 USD

Barril de petróleo bate barreira dos 60 USD

A OPEP cortou a produção em 246 mil barris por dia em Julho, o que "agitou" o preço do crude. A Arábia Saudita voltou a liderar os cortes (-134 mil barris por dia), seguido do Irão (-47 mil barris por dia).

O Brent valorizou na última semana e voltou a estar acima dos 60 USD por barril, beneficiando de uma redução da oferta no mercado, com destaque para o corte de produção da OPEP em Julho. Segundo o OPEC Monthly Oil Market Report publicado na passada sexta-feira, o cartel deixou de colocar, no mercado, 246 mil barris de petróleo por dia.

Considerando apenas os países que integram o acordo de redução da produção da OPEP e seus aliados, a oferta do grupo atingiu 25,576 milhões de barris diários, o que traduz uma superação da meta, em 15%. Tal como nos meses anteriores, a Arábia Saudita voltou a liderar os cortes (-134 mil barris por dia), seguido do Irão (-47 mil barris por dia).

Igualmente favorável para os preços, esteve a informação de um ataque, por drone, a um campo petrolífero da Arábia Saudita, no sábado; embora a petrolífera Saudi Aramco tenha informado que os efeitos foram limitados.

O preço do crude também foi, positivamente, influenciado pela queda inesperada nas reservas dos Estados Unidos na semana passada. A U.S. Energy Information Administration reportou, nesta quarta-feira, uma redução dos stocks, em 2,7 milhões de barris. (...)



(Leia o artigo integral na edição 538 do Expansão, de sexta-feira, dia 23 de Agosto de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

*Banco Angolano de Investimentos

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i