Académicos defendem ideias empreendedoras nas universidades

Académicos defendem ideias empreendedoras nas universidades

Com a diversificação da economia na ordem do dia, académicos e empresários defenderam, na Feira sobre Empreendedorismo e Inovação, realizada pela ULA, a criação de incentivos para o surgimento de ideias empreendedoras dentro da universidade a fim de gerar vários tipos de negócios.

As instituições do ensino superior públicas e privadas devem criar incentivos para a criação de ideias empreendedoras, pois com o surgimento da crise ficou mais do que provado que o Estado não tem capacidade de sozinho resolver os problemas da economia, como empregar grande parte dos formados, defenderam académicos e empresários na Feira de Empreendedorismo e Inovação, organizada pela Universidade Lusíada de Angola (ULA).

O País está numa fase que "é urgente haver ideias empreendedoras", afirmou a secretária de Estado para as Finanças e Tesouro, Vera Daves, sublinhando que os estudantes devem saber, à partida, que nem sempre o sucesso dos estudos passa por ser um funcionário de uma empresa, mas sim pela criação do seu próprio negócio e ser consequentemente gerador de emprego.

"O Estado precisa dos parceiros sociais neste desafio, da sociedade civil, de instituições financeiras e sobretudo de pessoas com ideias que façam nascer vários tipos de negócios, com rigor e com seriedade", apontou. Mas para isso, chamou a atenção das universidades que é necessário criar debates e reflexões para colocarem dentro dos estudantes a semente e desenvolverem o espírito empreendedor.

Embora haja um conjunto de constrangimentos para quem quer começar a empreender, que vão desde o acesso ao financiamento, falta de instabilidade na distribuição de energia eléctrica e de água, o empresário e PCA do Grupo Boa Vida, Tomasz Dowbor, acredita que tem de haver actividades dentro das instituições para direccionar os estudos dos jovens para o empreendedorismo. (...)


(Leia o artigo integral na edição 538 do Expansão, de sexta-feira, dia 23 de Agosto de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i