Jobartis coloca no mercado de trabalho mais de 80 mil pessoas

Jobartis coloca no mercado de trabalho mais de 80 mil pessoas
Foto: D.R.

Recursos humanos, finanças, informática e administração são as áreas mais procuradas pelos candidatos. O portal recebe diariamente 30 vagas disponíveis espalhadas por vários sectores. A Pumangol, o BFA, Oceaneering, Fabrimetal, Barloword estão entre os principais empregadores.

A Jobartis, portal de emprego em Angola, já empregou mais de 80 mil pessoas em diferentes empresas do mercado, ao longo dos seis anos de existência, através das vagas que disponibiliza na sua plataforma.

A empresa Pumangol, o Banco de Fomento Angola (BFA), Oceaneering, Fabrimetal, Barloword, Multipessoal, Webcor Group, Tistech, McKinsey, Boston, Consulting Group constam entre os principais empregadores que recorrem ao portal.

A plataforma de emprego, criada em 2014, recebe uma média de 500 candidaturas por mês, a maioria das quais voltadas para as áreas de recursos humanos, finanças, informática e administração.

Diariamente, o portal tem disponíveis 30 vagas provenientes de empresas ligadas a vários sectores, como banca, seguros, agricultura, educação, petróleo e gás, telecomunicações, turismo e hotelaria, construção, imobiliária, finanças, indústria transformadora, marketing, entre outras áreas à disposição dos que procuram emprego.

Entre os candidatos, o género masculino é o que mais concorre às vagas. E Luanda é a província com maior número de candidatos inseridos no mercado de trabalho, em comparação com as províncias da Lunda Norte, Cuanza Sul e Huíla , onde o portal também faz operações.

A Jobartis dispõe actualmente de uma base de dados de candidatos inscritos de mais de 700 mil profissionais, dos quais 85% são angolanos, e em que os perfis são de média e alta qualificação. Mais de seis mil empresas utilizam regularmente os serviços do portal. Dentro do continente africano, a Jobartis está na Costa do Marfim, Zâmbia, República Democrática do Congo, Camarões e em Moçambique e, na Europa, em Portugal e em Espanha.

"Entre os países citados, Angola é o que mais apresenta candidatos, talvez porque o projecto piloto iniciou aqui. Já nos outros só começamos a receber candidaturas a partir deste ano", esclarece João Freitas, director adjunto da Jobartis. (...)

(Leia o artigo integral na edição 539 do Expansão, de sexta-feira, dia 30 de Agosto de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i