Aumento da procura por diamantes obriga SODIAM a suspender vendas a novos clientes

Aumento da procura por diamantes obriga SODIAM a suspender vendas a novos clientes
Foto: César Magalhães

A procura de diamantes no mercado angolano superou a oferta. A liberalização na comercialização com o fim dos clientes preferenciais está a atrair mais clientes.

A Sociedade de Comercialização de Diamantes (Sodiam) anunciou, esta semana, em comunicado, o encerramento do processo de recepção de manifestações de interesse para a compra e venda de diamantes brutos de Angola, depois de ter concluído contratos para os próximos dois anos.

A Sodiam indica que a partir de Setembro, as empresas e pessoas interessadas na compra das pedras preciosas angolanas poderão cadastrar-se na plataforma online disponível e, deste modo, habilitarem-se como potenciais clientes para a transacção de diamantes brutos em Angola na modalidade de leilões.

A empresa avança ainda que a implementação de boas práticas a nível da comercialização de diamantes, a atracção de novos operadores internacionais e a melhoria da contribuição fiscal do sector para o Estado são algumas das prioridades da administração da empresa.

A nota refere ainda que a qualidade dos diamantes angolanos tem vindo suscitado um elevado interesse entre empresas e pessoas singulares. Desta forma, a Sodiam espera um crescimento da procura, "garantindo assim competitividade e transparência do negócio.

A liberalização do mercado de diamantes com a entrada em vigor da nova política de comercialização de diamantes tem vindo a permitir o aumento das vendas e da arrecadação de receitas fiscais para os cofres do Estado. (...)

(Leia o artigo integral na edição 539 do Expansão, de sexta-feira, dia 30 de Agosto de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i