Plano de 21,7 mil milhões Kz para "dar" trabalho a 326 mil jovens

Plano de 21,7 mil milhões Kz para "dar" trabalho a 326 mil jovens
Foto: César Magalhães

Com seis meses de atraso, o Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade sai do papel e propõe-se abranger directamente mais de 83 mil jovens até 2021. Com um custo total de 21,7 mil milhões de Kz, é a aposta do Governo para combater o desemprego juvenil, que atinge 53,8 % desta franja da sociedade.

O Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE), que pretende atingir 326 mil jovens, entre beneficiários directos e indirectos até 2021, é apresentado esta sexta-feira, dia 5, na província do Cuando Cubango, com seis meses de atraso.
Com arranque previsto inicialmente para o I trimestre deste ano, o programa começa numa das províncias do País com maior taxa de desemprego juvenil. Dados do Instituto Nacional de Estatísticas indicam que o desemprego nesta localidade chega até aos 40%, como avançou o director-geral do Instituto Nacional de Formação Profissional, Manuel Mbangui.
Nesta província estão identificados 170 projectos que vão beneficiar de micro-crédito, 17 projectos para apetrechar e atribuição de carteiras profissionais a 25 pessoas, beneficiando mais de 200 jovens, nesta primeira fase.
Orçado em 21,7 mil milhões Kz, o programa do Executivo, sob responsabilidade do Ministério da Administração Pública Trabalho e Segurança Social, vai ser desenvolvido em três anos. Para este ano, estima-se gastar 7,6 mil milhões Kz para a sua efectivação. Valor idêntico será aplicado em 2020 e em 2021 baixa para 6,4 mil milhões kz.

(Leia o artigo na integra na edição 544 do Expansão, de sexta-feira 04 de Outubro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i