A Cooperação entre a China e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

A Cooperação entre a China e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

No âmbito da Iniciativa Uma Faixa Uma Rota, o Banco da China (Bank of China - BOC), o quarto maior banco comercial de capitais público da China e o mais globalizado banco chinês, organizou o oitavo seminário sobre a cooperação financeira internacional da iniciativa uma faixa uma rota em Beijing e em Lisboa.

As filiais do Banco da China em Beijing, Lisboa, Macau, São Paulo e Luanda convidaram cerca de 30 pessoas oriundas da CPLP que participaram neste seminário. No Caso de Angola, estiveram presentes quadros do BNA e um investigador do CEIC-UCAN. Na capital chinesa, o seminário decorreu entre os dias 26 -29 de Novembro, no distrito de Haidian, no College of International Finance do banco, que é um complexo educacional e residencial onde são formados os indivíduos que trabalham nesta instituição financeira.

O Professor Zhu Min, director do Instituto Nacional de Investigação Financeira da Universidade de Tsinghua e ex-vice presidente do FMI, fez uma apresentação sobre "Conjuntura Económica Mundial: Fissão Financeira na Era Pós-Crise e o Futuro da Tecnologia Financeira".

Desde a crise financeira e económica internacional em finais de 2008, e a forma como a Reserva Federal dos EUA (FED) respondeu para estimular a economia local, e economia mundial - em especial as dos países desenvolvidos e os emergentes, entrou numa profunda mudança estrutural em termos monetários e financeiros. O FED reduziu a taxa de juro de tal forma que esteve próximo de zeros durante 8 anos, 2009 - 2016 para ajudar recuperar a economia norte americana. Hoje a Reserva Federal tem uma margem de manobra mais reduzida do que tinha antes de 2008, em que a taxa de juro estava acima dos 4%.

As taxas de juro dos principais bancos centrais são em geral negativos, o que representa uma nova realidade que precisa de ser cuidadosamente estudada, pois a Teoria Económica pouco diz a respeito. A economia global enfrenta uma nova realidade caracterizada por baixa inflação, baixo crescimento económico, e taxa de juro negativa - o que está a ser apelidado de recessão à moda japonesa. (...)


(Leia o artigo integral na edição 556 do Expansão, de sexta-feira, dia 10 de Janeiro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i