Bolsas de mestrado Fulbright abertas até ao final de Fevereiro

Bolsas de mestrado Fulbright abertas até ao final de Fevereiro

As candidaturas para o ano académico 2021/2022 já estão abertas e vão até o dia 29 de Fevereiro. Os candidatos a bolsa devem ser cidadão angolano, residindo actualmente no País, ter uma licenciatura e ser fluente na língua inglesa. O programa já beneficiou 51 estudantes angolanos, entre 150 mil.

Os estudantes angolanos têm duas semanas para concorrer às quatro bolsas de mestrado, atribuídas pelo programa Fulbrigth, dos Estados Unidos da América para estudantes estrangeiros, que já beneficiou 51 angolanos desde 1998, altura em que chegou ao País.

O programa Fulbright foi criado, em 1946, em homenagem ao ex-senador James William Fulbrigt com o objectivo de fortalecer as relações entre o povo norte-americano e outros países, através da atribuição de bolsas de mestrado a estrangeiros para formação em universidades americanas, muitos dos quais regressam aos seus países de origem para assumirem cargos de chefia.

As candidaturas para o ano académico 2021/2022 abriram no dia 31 de Janeiro e terminam a 29 de Fevereiro. Para se candidatar à bolsa, o candidato deve ser cidadão angolano, a residir actualmente no País, ter uma licenciatura e ser fluente na língua inglesa.

Concluído este requisito, os candidatos devem submeter as suas candidaturas através da página https://apply.iie.org/ffsp2021 onde também estão os formulários de candidatura. Estão excluídos, todos os candidatos que já tiveram uma bolsa Fulbright, tiveram nacionalidade americana, estudaram numa universidade americana e tiveram uma longa experiência académica ou profissional nos EUA.

Os candidatos seleccionados são de preferência das áreas de desenvolvimento agrícola, transacções bancárias e finanças, comunicação e jornalismo, prevenção do abuso de drogas, desenvolvimento económico, administração e planeamento educacional, desenvolvimento de recursos humanos, direito e direitos humanos, gestão de recursos naturais e do ambiente, políticas e gestão da saúde pública, análise da política pública e administração pública, política de tecnologia e gestão e planeamento urbano e regional.

Os candidatos com formação superior em medicina podem receber subvenções para estudos académicos de nível avançado, mas não para estágios ou como internos. Os estudantes seleccionados vão ser controlados pelo Instituto de Educação Internacional (IIE), durante a sua estadia nos EUA. (...)


(Leia o artigo integral na edição 561 do Expansão, de sexta-feira, dia 14 de Fevereiro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i