Receita fiscal dispara 49,5% para 29,9 mil milhões Kz em 2019

Receita fiscal dispara 49,5% para 29,9 mil milhões Kz em 2019
Foto: César Magalhães

Apesar dos indicadores optimistas no subsector dos diamantes, a queda do preço por quilate, no mercado internacional, continua a ser um grande desafio para as empresas.

A receita fiscal com a venda de diamantes disparou 49,5%, em 2019, saindo dos 20 mil milhões Kz, em 2018, para 29,9 mil milhões.

A arrecadação disparou apesar de o preço médio anual por quilate nos mercados internacionais ter caído 13,3%, passando dos 156,3 USD registados em em 2018 para 136,4 USD.

Os dados da Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam) indicam que, em 2019, o País vendeu 9,4 milhões de quilates, proporcionando uma receita bruta de 1,3 mil milhões USD. Em termos homólogos, a Sodiam indica que a produção registou um incremento de 12,3%, enquanto a receita registou um aumento de 6,2%. A justificação destes aumentos, de acordo com a Sodiam, prende-se com os investimentos realizados em novos projectos diamantíferos.

A Sodiam avança que o aumento da receita fiscal resultou da subida das vendas, como consequência da nova política de comercialização de diamantes que pôs fim aos clientes preferenciais.

Só no quarto trimestre do ano passado, a produção de diamantes atingiu os 3,0 milhões de quilates, tendo proporcionado uma receita de 409,8 milhões USD. Em termos homólogos, a Sodiam indica que a produção, nos últimos três meses de 2019, representou um aumento de 7,5%, mas a receita teve uma quebra de 10,2%, devido à queda dos preços. (...)

(Leia o artigo integral na edição 562 do Expansão, de sexta-feira, dia 21 de Fevereiro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i