Universidades compensam suspensão através das redes sociais

Universidades compensam suspensão através das redes sociais
Foto: César Magalhães

Enquanto durar a suspensão das aulas, que durará 15 dias, prorrogáveis, por força do comunicado do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação como medida de prevenção da Covid-19, os estudantes devem realizar trabalhos académicos determinados pelos docentes.

As instituições de ensino superior estão a optar pelo envio de matérias através dos grupos existentes nas redes sociais enquanto durar a suspensão das aulas durante os 15 dias prorrogáveis estipulados pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação como medida de prevenção da Covid-19.

A Universidade Independente de Angola (UNIA), por exemplo, aproveitou os grupos que já foram criados em várias turmas antes do surgimento da pandemia para passar os conteúdos curriculares aos estudantes.

"Os professores vão trabalhar com os estudantes nos grupos do WhatsApp porque os trabalhos que serão enviados serão de avaliação. Entretanto, não estamos paralisados porque estamos a criar condições para fazer chegar a informação a todos enquanto estiverem em casa", explicou o vice-reitor para as áreas científicas e coordenação para extensão universitária da UNIA.

Embora tenha consciência de que o acesso a internet continua ser um dos principais problemas de muitos estudantes, acredita que um ou outro estudante tenha um telemóvel com internet que lhe permita ter acesso a informação e se a matéria chegar a 60 ou 70% de estudantes já se podem ter bons resultados através da partilha.

Para o reitor da Universidade Técnica de Angola (UTANGA), Albertino Sebastião, todos os professores estão orientados a criarem uma estrutura de orientação para os estudantes por via dos sistemas digitais. "Com a suspensão das aulas como medida de prevenção da Covid-19 abre-se um novo desafio para as universidades no sentido de fazer chegar a matéria a todos. Entretanto, os estudantes de engenharia de informática estão a trabalhar no sentido de criar um grupo numa das redes sociais para cada curso no sentido de se manter a interacção com as matérias". (...)

(Leia o artigo integral na edição 567 do Expansão, de sexta-feira, dia 27 de Março de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i