Serviço de "take away" não chega a todos restaurantes

Serviço de "take away" não chega a todos restaurantes
Foto: Lídia Onde

Com os restaurantes fechados, os donos do negócio mostram-se preocupados com o dia seguinte numa altura em só podem atender entregas ao domicílio que nem todos estão em condições de fazer. O sector espera do Governo medidas de apoio para que os estabelecimentos não encerrem definitivamente.

Uma semana depois do início do estado de emergência no País a opção pela entrega ao domicílio ainda não entrou na rotina de alguns restaurantes da capital. Para os que até agora não forneciam este serviço a opção foi mesmo fechar portas enquanto não se adaptam, e aguardar pela evolução da situação. Restaurantes como o Veneza ou Miami Beach encontram-se neste grupo.

"Não temos o serviço de entrega por isso estamos fechados", justificou ao Expansão Mara Coelho, do Miami Beach, que avança que está previsto a implementação deste serviço até ao próximo dia 11.

Já fonte do Veneza confirmou o encerramento de restaurante embora no período normal de funcionamento o estabelecimento ofereça a possibilidade do cliente efectuar encomendas. "Quando estamos a trabalhar os clientes podem encomendar, mas nesta situação não temos como entregar ao domicílio, por isso, o melhor é fechar apesar dos prejuízos", diz.

Em sentido contrário, o restaurante São João mantém a aposta na entrega ao domicílio "por se tratar de um período particular. "Continuamos a aceitar encomendas e estamos com uma média de 100 pedidos diários neste ", diz Anabela Neves, gestora do restaurante.

A responsável queixa-se de alguns constrangimentos que os estafetas estão a viver. " Os nossos homens estão a ser travados pelas forças da ordem com a justificação de que só podem funcionar até as 13 horas", lamenta.

Na ronda feita pelo Expansão consta-se que alguns restaurantes reforçaram a oferta no serviço de entrega e outros tentam entrar neste segmento apesar da pouco experiência. "Se quisermos manter alguma actividade temos que apostar na entrega a casa", diz o gerente de um dos restaurantes da capital. (...)


(Leia o artigo integral na edição 568 do Expansão, de sexta-feira, dia 3 de Abril de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i