Reabertura das economias anima crude

Reabertura das economias anima crude

Barril de petróleo chegou a estar a ser negociado a 32 USD na bolsa de Londres. Mercado animou com a reabertura das economias, mas também com o aumento da produção abaixo do esperado.

O petróleo valorizou de forma significativa na última semana, com o Brent a subir mais de 54% para estar acima dos 30 USD. O barril negociado no mercado de Londres chegou mesmo a estar muito perto dos 32 USD, um valor que não era visto desde o dia 13 do corrente mês.

O crude tem estado a beneficiar, nos últimos dias, da flexibilização de determinadas medidas contra a Covid-19 em algumas economias, o que tem aumentado o optimismo quanto à retoma da procura por combustíveis. Adicionalmente, na terça- feira, o American Petroleum Institute publicou um aumento de 8,4 milhões de barris na semana encerrada a 1 de Maio, tendo ficado abaixo do esperado.

Nas bolsas, os investidores experimentaram um sentimento misto. De um lado, esteve o impulso vindo do sector energético, de outro, o reaparecimento da tensão comercial entre as duas maiores economias mundiais, devido às alegações do presidente dos EUA sobre o envolvimento chinês durante a fase do aparecimento do novo coronavírus. O índice norte-americano Dow Jones caiu 0,9%, mas o tecnológico Nasdaq e o S&P 500 valorizaram 2,3% e 0,2%, respectivamente. Na Europa, o índice de referência para o continente (Euro Stoxx 600) perdeu 1,3%.

Nesta semana, os mercados também revelaram algum pessimismo que adveio da má performance de alguns, e importantes, indicadores económicos publicados um pouco por todo mundo. Nos EUA, um relatório da ADP Research Institute revelou que as empresas do sector privado, cortaram um número recorde de empregos em Abril, podendo atingir 20 milhões de pessoas. Na Zona Euro, as vendas a retalho de Março caíram, em termos mensais, cerca de 11,2%, o que compara com o crescimento de 0,6% do mês anterior. (...)


(Leia o artigo integral na edição 573 do Expansão, de sexta-feira, dia 8 de Maio de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i