Receita com a venda de diamantes já vale 35,1% do total de 2019

Receita com a venda de diamantes já vale 35,1% do total de 2019

A realização do leilão com pedras raras de diamantes, no final do ano passado, fez disparar a receita fiscal arrecadada no I trimestre deste ano.

A receita bruta com a comercialização de diamantes, no I trimestre deste ano, atingiu os 10,5 mil milhões Kz, valor equivalente a 35% do total da receita fiscal arrecadada em todo ano de 2019, indicam os dados do relatório mensal da Administração Geral Tributária (AGT) sobre a receita fiscal do subsector dos diamantes.

Os 10,5 mil milhões Kz resultam da exportação de 2,1 milhões de quilates de diamantes nos primeiros três meses de 2020.

Deste valor, de acordo com os dados da AGT, 6,4 mil milhões Kz é a receita com o imposto industrial, enquanto os direitos mineiros, ou seja os royalties, renderam 4,1 mil milhões Kz durante o período em referência.

Uma fonte da AGT avançou ao Expansão que a evolução da receita com a venda dos diamantes para o II trimestre poderá estar comprometida, tendo em conta a fraca procura dos diamantes brutos no mercado internacional devido à pandemia da Covid-19 e a redução da actividade de exploração de diamantes em Angola.

No entanto, as exportações fixaram- se nos 289,9 milhões USD, tendo o preço oscilado, no I trimestre, entre 214,3 e 1.197,4 USD, um valor justificado pela Sodiam como sendo o acumulado das vendas das pedras raras do leilão de diamantes realizado no final de 2019. (...)

(Leia o artigo integral na edição 573 do Expansão, de sexta-feira, dia 8 de Maio de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i