Finalistas criam modelo 3D para fabrico de ventiladores e viseiras

Finalistas criam modelo 3D para fabrico de ventiladores e viseiras
Foto: César Magalhães

Os professores e os finalistas do curso de mestrado da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto juntaram-se e estão a desenvolver, há mais de dois meses, modelos em 3D para o fabrico de ventiladores e viseiras. Com quase pronto, os engenheiros pedem ajuda para reprodução.

Um grupo de engenheiros compostos por professores e finalistas da Faculdade da Engenharia da Universidade Agostinho Neto (FEUAN) está a desenvolver modelos em 3D para o fabrico de ventiladores, viseiras e concepção de unidades de higienização em espaço público.

Os modelos estão a ser desenvolvidos por 19 engenheiros dos quais quatro professores e 15 finalistas do curso de mestrado de sistema de indústria coordenados pelo professor Henrique Afonso.

Entre os modelos em fase avançados está o ventilador, que se encontra em fase de teste mecánico e médico, e a viseira que já foi apresentado ao Instituto Nacional de Investigação em Saúde do Ministério da Saúde que teceu algumas recomendações do projecto, enquanto os outros estão em fase de acabamento.

"Tudo que é experiência mecánica está feita a execução em 80% porque precisamos de fazer outros tipos de testes, como é o ventilador que mesmo terminado no laboratório não se pode pôr no hospital é preciso observação de pessoas ligadas a medicina, porque o ar que sai do ventilador é regulado de pessoa para pessoa", mas do ponto de vista design está feito e aprovado", explica o coordenador do projecto Henrique Afonso.

Os modelos estão a ser desenvolvidos através de uma máquina multifuncional que imprime, em cerca de meia hora, o suporte da viseira que permite encaixar a folha de acetato, vulgo folha de encadernação. A máquina imprime também as bases do modelo de ventilador, ou seja, o local onde assenta o balão. "Como podem imaginar, são aplicações simples e básico suportado por alguns conceitos. Contudo, pode não ser a solução de um problema, mas é algum contributo". (...)


(Leia o artigo integral na edição 575 do Expansão, de sexta-feira, dia 22 de Maio de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i