Prejuízos do BPC "empurram" lucros de toda a banca para maior queda dos últimos cinco anos

Prejuízos do BPC "empurram" lucros de toda a banca para maior queda dos últimos cinco anos
Foto: D.R.

Resultados líquidos alcançados em 2019 pelos 23 bancos com contas publicadas foram os piores dos últimos cinco anos, graças às perdas de 404,7 mil milhões Kz no maior banco estatal. Sem o BPC, o balanço do sector é positivo e cresce 8,4% para 510,6 mil milhões Kz. Dívida pública e cambiais continuam a alimentar lucros.

Os lucros dos 23 bancos comerciais do sistema bancário nacional com contas de 2019 publicadas até esta terça-feira registaram um "trambolhão" de 74,3% para 116.728 milhões Kz, face ao ano anterior, prejudicados pelo Banco de Poupança e Crédito (BPC), que fechou as contas com um rombo de 404,7 mil milhões Kz.

De acordo com cálculos do Expansão, com base nas demonstrações financeiras destas instituições bancárias, este foi o pior resultado líquido registado no agregado de todos os players do sector, desde 2015, altura em que os lucros do sector ascendiam a 137.794 milhões Kz.

Sem o BPC, os lucros dos 23 bancos comerciais registaram uma subida de 8,4% para 510,6 mil milhões Kz, influenciados pelas margens financeiras de todos os bancos e demais proveitos registados em todo o ano de 2019.

A contas com dificuldades na cobrança de créditos, o BPC tem registado prejuízos desde 2016. Os resultados de 2019 resultam da estratégia de limpeza de balanço das contas, nomeadamente com a retirada de quase 94% do crédito, já que se trata de malparado. Contabilizados em dólar, e à taxa de câmbio média de 2019, os resultados líquidos do sector situaram-se nos 242 milhões, com o BFA à frente na lista dos que mais lucraram, à semelhança do que foi o exercício de 2018.

(Leia o artigo integral na edição 579 do Expansão, de sexta-feira, dia 19 de Junho de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i