Insegurança alimentar atinge quase 45 milhões de pessoas no sul de África

Insegurança alimentar atinge quase 45 milhões de pessoas no sul de  África
Foto: D.R.

A Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) estima que quase 45 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar no sul de África, motivada pelas alterações climáticas e pela pandemia da Covid-19, de acordo com um relatório divulgado pela Agência France-Presse.

Preocupante é também o aumento da subnutrição entre as crianças em 2020, que a SADC estima nos 8,4 milhões, afectadas pelo encerramento das escolas, dado que muitas crianças e jovens dependiam das refeições escolares.

De acordo com o relatório da SADC, divulgado pela agência France-Presse, o número de pessoas afetadas nos 13 países da região aumentou 10% em 2020 face aos dados do ano passado.

O documento aponta ainda que as medidas tomadas pelos governos da região para limitar a propagação da covid-19 afetaram seriamente a atividade económica, o emprego e as remessas dos países na África Austral.

De acordo com os dados mais recentes do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana a região da África Austral é a mais afetada no continente, com 471.491 infetados e 7.453 mortos - pertencendo a maioria à África do Sul, que reúne 452.529 casos e 7.067 mortos.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i