Conexões, Networking, Relações

Conexões, Networking, Relações

Como cuido da minha rede, das minhas conexões e como me sinto acolhida por elas tem impacto nas relações que depois estabelecemos, sobretudo de confiança. Mas, o mais interessante é que sempre soube que é importante fazer networking. Só há pouco tempo comecei de facto a cuidar melhor da minha rede e tem sido muito gratificante.

"O todo é maior do que a simples soma das partes" - Aristóteles "Vivemos num mundo onde as conexões, as relações fazem parte do nosso quotidiano. A qualidade, a variedade, importância e significado dessas conexões têm peso naquilo que somos e representamos. Mas é quando estabeleço relações de confiança, duradouras e estáveis que estou a fazer a diferença, e é assim que entendo a importância do networking saudável.

Como cuido da minha rede, das minhas conexões e como me sinto acolhida por elas tem impacto nas relações que depois estabelecemos, sobretudo de confiança. Mas, o mais interessante é que sempre soube que é importante fazer networking. Só há pouco tempo comecei de facto a cuidar melhor da minha rede e tem sido muito gratificante, pois todos os dias há novas conexões e com elas novas descobertas!"

Este foi o texto, que acompanhou o meu vídeo sobre este mesmo tema e que partilhei nas redes na semana passada e considerando a sua relevância, dou-lhe continuidade neste artigo mensal, explorando um pouco mais o tema. As relações que criamos, desenvolvemos e consolidamos são de suma importância no momento em que vivemos de medos, receios, mas também de oportunidades, criatividade, concretização. A forma como nos conectamos, tem sido cada vez mais digital, é um facto, mas isso não representa que tenhamos de preservar a essência dessas conexões que são estabelecidas.

Mais do que nunca também, a exposição nas redes sociais é um alavancar ou destruir de "imagens", de relações, de conexões. Comentários, partilhas sem sentido e sem consciência podem ser mais nefastas do que efectivamente positivas. Na dúvida, e como li algures "na dúvida, não comente, não partilhe, não diga nada...". Uma acção tão simples e com grande impacto.

Pese embora existam empresas a despedir, também continuam a existir empresas a recrutar, e cada vez mais a pesquisa dos perfis dos candidatos nas redes sociais é o seu cartão de visita, mais do que uma simples entrevista.

(Leia o artigo integral na edição 585 do Expansão, de sexta-feira, dia 31 de Julho de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i