Governo pede mais 200 milhões USD ao Banco Mundial

Governo pede mais 200 milhões USD ao Banco Mundial
Foto: D.R.

O Governo solicitou ao Banco Mundial um acréscimo de 200 milhões USD ao financiamento já acordado de 1.500 milhões USD destinado a programas de crescimento inclusivo e de desenvolvimento, que é complementar ao programa do FMI de 3.700 milhões USD.

Segundo apurou o Expansão, Angola já recebeu no ano passado a primeira tranche (500 milhões USD) deste financiamento, encontrando-se, nesta altura a ser preparada a segunda tranche ainda a desbloquear em 2020. É neste âmbito que o Executivo solicitou um acréscimo de 200 milhões USD para apoiar o orçamento nesta fase de pandemia e espera receber, assim, 700 milhões USD este ano.

Entretanto, este acréscimo ainda terá que ser aprovado pelo Banco Mundial e, depois, estará dependente do que o Fundo Monetário Internacional (FMI) decidir sobre o relatório da terceira avaliação ao cumprimento do Programa de Financiamento Ampliado, que estava para ser debatido pelo "board" da instituição a 30 de Julho, mas que foi adiado para a segunda quinzena de Agosto.

Segundo avançou o Expansão há duas semanas, o Governo pediu ao FMI um acréscimo de 740 milhões USD ao financiamento, elevando, assim, o pacote financeiro do programa a quase 4.500 milhões. Na prática, é a totalidade de quota que Angola detém neste organismo. Pede também uma moratória no pagamento da dívida relativa a 2020.

(Leia o artigo integral na edição 586 do Expansão, de sexta-feira, dia 7 de Agosto de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i