FFH apressa vendas para conter ocupações ilegais de apartamentos

FFH apressa vendas para conter ocupações ilegais de apartamentos
Foto: Arquivo Expansão

Depois de perder em tribunal a favor de invasores, Fundo de Fomento Habitacional retoma vendas em Capari para conter ocupação de imóveis.

O Fundo de Fomento Habitacional (FFH) está a acelerar a entrega de habitação em algumas centralidades de Luanda para evitar a contínua invasão e vandalização de que têm sido alvo os apartamentos concluídos, mas fechados há mais de um ano.

Esta foi uma das soluções encontradas pela entidade responsável pela comercialização dos projectos habitacionais do Estado, depois de ver a 17ª Secção dos Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda dar razão a dois invasores, que permanecem em posse dos apartamentos ocupados na centralidade do Zango 0, em Viana, apesar do lamento do FFH que alega que os referidos apartamentos já têm proprietários legais que aguardam pela sua recuperação.

Uma outra medida para conter as invasões dos apartamentos nas centralidades passa pelo reforço da segurança em conjunto com as forças da ordem destas localidades.

Mais de 3 mil apartamentos estão fechados em Luanda e aguardam a sua comercialização, com as autoridades a apontaram a falta de infraestruturas como a causa para o não início das vendas, sobretudo no Zango 0.

Esta sentença que mereceu o recurso do FFH terá sido o despertar para uma realidade que tem sido denunciada há já algum tempo por cidadãos desesperados por uma habitação.

(Leia o artigo integral na edição 586 do Expansão, de sexta-feira, dia 7 de Agosto de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i