INAGBE garante pagamento de subsídio só aos bolseiros finalistas

INAGBE garante pagamento de subsídio só aos bolseiros finalistas
Foto: César Magalhães

O Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo (INAGBE) vai proceder ao pagamento dos subsídios dos bolseiros internos finalistas, que concluam o curso no ano lectivo 2020. Embora as propinas e o pagamento dos subsídios dos bolseiros estejam suspensos devido à paralisação do actual ano lectivo, para evitar a propagação da Covid-19, o Ministério das Finanças, através do INAGBE, vai excepcionalmente efectuar o pagamento aos estudantes que terminaram o ano curricular em 2019 e que vão defender os seus trabalhos de fim de curso ainda este ano.

O pagamento aos restantes bolseiros internos não finalistas está suspenso, enquanto se mantiver a paralisação do actual ano lectivo. De acordo com o director-geral do INAGBE, Milton Chivela, o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) autorizou as instituições a darem continuidade à defesa de trabalhos de fim de curso e, por isso, faz sentido o instituto assumir os encargos dos bolseiros finalistas.

"O pressuposto principal para que um determinado bolseiro tenha acesso ao subsídio é estar em formação ou estar a efectuar uma actividade lectiva, por isso, justifica-se o pagamento somente a estes estudantes", esclarece o director do INAGBE. Quanto aos estudantes que não estão na fase de defesa de trabalhos de fim de curso, o director lamenta a situação, percebe que se sintam frustrados, mas espera que compreendam, pois não é falta de empatia, mas o cumprimento do que está estipulado.

"Sentimos pela situação que alguns estudantes estão a passar porque recebemos pedidos de bolseiros que estão noutras províncias e têm encargos, nomeadamente com o pagamento da renda de residência ou a compra de material didáctico, mas a condição principal é que tem de estar em formação e como isso não está a acontecer é aconselhável que regressem às suas províncias de origem", diz.

Por outro lado, o responsável avança que a informação que está circular nas redes sociais de que o pagamento dos 50% das bolsas será efectuado no dia 25 de Setembro não corresponde à verdade. E avisa que caso as aulas retomem vai ser emitido um comunicado com directrizes sobre o pagamento dos subsídios.

(Leia o artigo integral na edição 588 do Expansão, de sexta-feira, dia 21 de Agosto de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i