Moody's corta rating de Angola e muda perspectiva da dívida para "estável"

Moody's corta rating de Angola e muda perspectiva da dívida para "estável"
Foto: D.R.

Na passada semana foi a Fitch a rever em baixa a notação da dívida soberana de Angola, para CCC (oitavo nível de lixo) com possibilidade real de 'default'. Hoje, é a Moody's que corta a classificação da dívida soberana de Angola de longo prazo, emitida em moeda local e estrangeira, de B3 para Caa1, que corresponde ao sétimo nível da categoria de investimento especulativo, ou seja, 'lixo'. Já no que refere à perspectiva da dívida foi alterada para 'estável'.

Esta decisão da agência de notação financeira tem por base "a forte queda dos preços do petróleo e o surto de coronavírus, bem como a decorrente depreciação adicional da moeda", o que, segundo a Moody"s, "contribuiu para uma significativa debilitação das já fracas finanças públicas de Angola e do seu frágil posicionamento externo, apesar dos esforços continuados e palpáveis em matéria de reformas".

Já no que diz respeito à evolução da perspectiva da dívida, foi alterada para estável,"adequadamente reflectidos no actual rating de Caa1". Recorde-se que a mesma foi colocada "sob revisão" em finais de Março, o que quer dizer que a Moody"s considera que "os riscos de crédito para o governo de Angola estão equilibrados nos próximos 12 a 18 meses".

A terceira das maiores agências de notação, a Standard & Poor's tem o rating de Angola CCC+ (sétimo nível de "lixo"), com outlook 'estável', desde 26 de março.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i