Dos 2,9 mil milhões USD de investimentos propostos, apenas 33,2% foram realizados

Dos 2,9 mil milhões USD de investimentos propostos, apenas 33,2% foram realizados
Foto: César Magalhães

Só um terço do valor das intenções de investimento recebidas pela Agência de Investimento e Promoção das Exportações (AIPEX) passou a investimento concreto, ou seja, 996 milhões USD de um total de 2.900 milhões.

Desde a criação da AIPEX, desde Agosto de 2018, deram entrada 320 propostas de investimento a realizar por empreendedores nacionais e estrangeiros, projectos esses que tinham como previsão a criação de 22 mil postos de trabalho.

De acordo com as estatísticas da AIPEX no fecho de Outubro de 2020, a indústria, com 1.500 milhões USD, foi o ramo que mais recebeu intenções de investimento, seguido da agricultura com 212 milhões USD, comércio com 145 milhões e serviços 100 milhões.

Uma fonte junto do processo garantiu que que nos últimos sete meses, com a crise da pandemia da Covid 19, os investimentos, sobretudo estrangeiros, recuaram e a incerteza económica tem vindo a ser um retrocesso na política da atracção do investimento em Angola.

O posicionamento dos planos de investimento, nesta altura, é liderado pela indústria, ou seja, 50,2% do total dos investimentos avaliados. Nos últimos dois anos, prosseguiu, o mercado tem sido dominado por investimentos no comércio e serviços, mas a nova política de incentivos está a alterar as prioridades de negócios dos investidores nacionais e estrangeiros.

(Leia o artigo integral na edição 600 do Expansão, de sexta-feira, dia 13 de Novembro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i