Clínica Luanda Medical Center diz ser apenas arrendatária do edifício devolvido ao Estado

Clínica Luanda Medical Center diz ser apenas arrendatária do edifício devolvido ao Estado
Foto: D.R.

A administração do CSIS - Centro de Serviços Internacionais de Saúde, Lda., empresa proprietária e operadora da clínica Luanda Medical Center, esclareceu hoje que a única ligação que tem com a empresa Luanda Medical Center S.A. - proprietária do edifício na Rua Amílcar Cabral, em Luanda, esta sexta-feira entregue ao Serviço Nacional de Recuperação de Activos - é de "arrendatária" do imóvel de 16 andares

Em comunicado enviado à imprensa o CSIS demarca-se totalmente de "qualquer responsabilidade", no processo de investigação patrimonial que a PGR anunciou ontem, 20 de Novembro, ao final do dia, "não sendo por isso visada no processo de investigação patrimonial anunciado pelas autoridades judiciais angolanas", refere a sociedade.

Na qualidade de "arrendatária", a administração refere que "investiu em obras de requalificação do referido edifício", em "equipamento topo de gama" e em outra clínica em Talatona.

Recorde-se que, esta sexta-feira, a Procuradoria-Geral da República de Angola anunciou que foram entregues ao Serviço Nacional de Recuperação de Ativos (SENRA) vários ativos imobiliários, incluindo o edifício onde funciona a clínica Luanda Medical Center, bem como os projectos imobiliários: Hotel Monalisa Residence, Projecto Imobiliário Torres Eucaliptos e Instituto Sapiens. De acordo com a PGR tais projectos imobiliários foram financiados com fundos públicos, "provenientes do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS)".

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i