Cursos no ISPH podem encerrar por falta de docentes

Cursos no ISPH podem encerrar por falta de docentes
Foto: D.R.

A falta de novos docentes no Instituto Superior Politécnico da Huíla está condicionar o cumprimento da grelha curricular de alguns cursos.

De acordo com o chefe do departamento dos assuntos académicos, António Chimuco, o facto de a instituição não beneficiar de quotas em concursos de ingresso no ensino superior, desde a sua criação, está na origem da falta de docentes. A instituição tem nove cursos que são assegurados por 46 professores, entre nacionais e estrangeiros. Para corresponder às necessidades, a instituição precisa de 200 professores. A título de exemplo, o responsável explicou que o curso de engenharia mecânica carrega 53 disciplinas, para as quais são necessários, no mínimo, 11 professores, estando a ser leccionadas somente as cadeiras básicas e do ciclo conexas, como análise Matemática I e II.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i