Qual é a inflação ideal para Angola?

Qual é a inflação ideal para Angola?
Foto: D.R.

Quando ouvimos falar de inflação, pensamos na percentagem associada a ela, qual deverá ser a mais alta ou a mais baixa?

Por definição, inflação, segundo a teoria económica, é a perda de valor do dinheiro, resultante de um aumento generalizado nos preços da economia (salários, custo da matéria-prima, etc.). Existem dois factores que causam inflação: a actividade económica super aquecida, ou seja, quando a economia está a crescer a um nível acima do suportado pela sua estrutura e que tem como resultado o aumento generalizado dos salários, do custo dos insumos produtivos e, consequentemente, o aumento no nível dos preços; e as expectativas que podem influenciar o aumento dos preços na economia, isto é, sempre que os agentes económicos acreditarem que os preços dos bens e serviços na economia irão aumentar tenderão a exigir um aumento real dos seus salários, fazendo com que, por sua vez, os produtores imputem esse aumento nos preços dos bens e serviços.

Controlar directamente a inflação, segundo alguns analistas da ciência económica, não é possível e a melhor estratégia para conter o aumento da inflação é através da taxa de juro, porque quanto mais alta for, menos pessoas recorrerão ao crédito. Como consequência, haverá pouco dinheiro em circulação, há menos probabilidade de se verificar aumento dos preços, daí, a desvalorização da moeda, provocando um impacto em diversos aspectos da economia. O desejável é manter a inflação baixa e controlada para reduzir as incertezas na economia e criar um ambiente que promova o crescimento económico, crie emprego, para o bem-estar da população.

A inflação muito baixa não é bom para um País. Desestimula o consumo. Qualquer economia precisa ter um nível mínimo de inflação. E qual seria esse nível? Quando ela é muito baixa, ocorre a deflação (queda nos preços), há menos estímulos a gastar por parte das pessoas, tendo em conta o factor psicológico. Quando a inflação é muito baixa os preços dos produtos mantêm-se com tendência a baixar. Os economistas afirmam que é necessário um nível mínimo de inflação para que a economia de qualquer País cresça de forma saudável.

Cada país tem a sua taxa de inflação, como ilustramos a seguir, reportadas até ao mês de Outubro do ano em curso, extraídas do site Trending Economics: EUA (1,2%); China (0,5%); Japão (0%); Rússia (4,0%); Alemanha (-0,2%); Reino Unido (0,5%); Zona Euro (-0,3%); Brasil (3,92%); Argentina (36,6%); India (7,61%); Africa do Sul (3,0%); Egipto (4,5%); Nigéria (13,7%); Angola (24,34%); Congo (25,0%); Ruanda (9,3%); Namíbia (2,3%); Quénia (4,84%); Botsuana (2,2%); Gabão (1,7%); Seicheles (1,9%); Moçambique (3,2%); Zimbabué (471%); Emirados Árabes Unidos (-2,36%); Líbano (131%).

*Economista e docente universitário

(Leia o artigo integral na edição 604 do Expansão, de sexta-feira, dia 11 de Dezembro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i