BAD disponibilizou 2,6 milhões USD para 42 projectos

BAD disponibilizou  2,6 milhões USD  para 42 projectos
Foto: D.R.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) financiou, desde 2019, 42 projectos de investigação científica em Angola orçados em 2,6 milhões de dólares incluindo dois relacionados com a Covid-19, referiu a ministra do Ensino Superior Maria do Rosário Sambo.

A governante reconheceu que a falta de financiamento à ciência constitui a maior fraqueza da implementação da política e da estratégia nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação no País. Prometeu, no entanto, que para colmatar esta "grave lacuna" o governo está a concluir o processo de constituição de um órgão responsável pela gestão do financiamento da ciência, que contará com recursos do Orçamento Geral do Estado (OGE) e outros financiamentos externos.

Apesar da inexistência de um órgão de financiamento da ciência, a ministra referiu que tem sido possível reunir algumas verbas para esta área, através do Projecto de Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (PDCT) e do SASSCAL (Centro de Serviços de Ciências da África Austral para as Alterações Climáticas e Gestão Adaptativa de Sol). Segundo a governante, o PDCT, além dos 42 projectos já aprovados, tem em avaliação mais 100 propostas recebidas. "Posteriormente, será lançado um novo edital para financiamento de projectos de investigação científica", disse.

(Leia o artigo integral na edição 604 do Expansão, de sexta-feira, dia 11 de Dezembro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i