Despesa com ensino superior dispara 43% para os 103,3 mil milhões Kz

Despesa com ensino superior dispara 43% para os 103,3 mil milhões Kz
Foto: D.R.

A despesa por função do Orçamento Geral do Estado 2021 (OGE), aprovado esta semana na Assembleia Nacional, para o ensino superior registou um crescimento de 72,4 para 103,3 mil milhões Kz, representando um aumento de 43%.

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, em que a despesa para o ensino de graduação registou uma queda, este ano disparou 36% para os 102, 7 mil milhões Kz enquanto o investimento na pós-graduação caiu 93%, ficando-se pelos 600 milhões Kz.

O aumento na despesa para o ensino superior é apontado como consequência da reorganização e fusão de universidades no sentido de evitar a dispersão de recursos financeiros e humanos, segundo o vice-reitor da Universidade 11 de Novembro, Alcides Simbo.

"Em princípio, suponho que o valor aumentou porque redimensionaram universidades e foi necessário dotar as novas instituições com um novo orçamento. Em termos numéricos, registou-se um crescimento, mas na realidade não é palpável, porque não se aumentaram as verbas para investigação, apetrechamento de laboratórios".

Alcides Simbo reitera que se devia aumentar as verbas, sobretudo para pesquisa científica e continuar a aposta na formação pós-graduada.

O director-geral do Instituto Superior de Ciências da Educação da Huíla, José Luís Alexandre, louvou a intenção do Governo, mas diz que é um valor relativo porque a execução nem sempre atinge os 100%.

(Leia o artigo integral na edição 605 do Expansão, de sexta-feira, dia 18 de Dezembro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i