Banco Europeu de Investimento vai emprestar 50 milhões euros a Angola para combater a Covid-19

Banco Europeu de Investimento vai emprestar 50 milhões euros a Angola para combater a Covid-19
Foto: D.R.

O Banco Europeu de Investimento (BEI), instrumento financeiro da União Europeia, vai conceder um empréstimo de 50 milhões de euros ao Ministério da Saúde de Angola, para o combate à Covid-19, combinado com uma doação de 5 milhões de euros para assistência técnica.

O anúncio foi feito na sede da Central de Compras e Distribuição de Medicamentos e Dispositivos Médicos de Angola (Cecoma), por Jeannette Seppen, embaixadora da União Europeia (UE) em Angola, na cerimónia de doação de material de biossegurança ao Governo angolano, que incluiu 374 mil máscaras cirúrgicas de diversas tipologias; 50.000 toucas descartáveis; 100 mil protecções para sapatos; 950 fatos de proteção nível; 950 óculos de proteção; 15.000 viseiras; 4.000 testes rápidos e 8.000 luvas descartáveis

Esta oferta, avaliada em 378 mil euros, faz parte de um pacote de medidas de alívio, no quadro do programa 'Caminho Conjunto', com que a UE está a apoiar Angola na luta contra a pandemia, segundo a embaixadora e chefe da delegação da União Europeia em Angola.

Na ocasião a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, considerou tratar-se de um reforço que vai ajudar na prevenção dos pacientes, mas também a enfrentar o desafio que se avizinha, designadamente a campanha de vacinação contra o coronavírus, que deverá decorrer em três etapas, com 12 milhões de doses numa 1ª fase, uma doação da Covax, iniciativa global destinada a fazer chegar vacinas contra a Covid-19 aos países mais pobres.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i