Director Carlos Rosado de Carvalho

Banco Mundial aprova carteira de investimentos de 736 milhões USD para Angola

Banco Mundial aprova carteira de investimentos de 736 milhões USD para Angola

Três províncias vão receber 70 milhões USD para o desenvolvimento da Agricultura até 2021. Cerca de 332 milhões USD já foram disponibilizados para o financiamento dos projectos já aprovados.

O Banco Mundial (BM) vai injectar 736 milhões USD no território nacional até 2021, entre empréstimos e financiamentos, dos quais 332 milhões USD já foram disponibilizados, dando prioridade para os sectores das finanças, água, agricultura, educação, saú- de, protecção social e estatísticas.

Em declarações ao Expansão, a representante do BM em Angola e São Tomé, Clara Sousa, diz que a carteira de investimentos é bastante diversificada para atender às necessidades do Governo. "Além de projectos de financiamento, o Banco Mundial leva a cabo operações de assistência técnica e trabalhos analíticos, incluindo em áreas como o sector financeiro, protecção social e finanças públicas", explica a especialista.

A economista garante que os projectos têm diferentes configurações geográficas que se distribuem por várias províncias do País.

Relativamente à disponibilidade das verbas, Clara Sousa revelou que o ano fiscal daquela instituição multilateral, que vai desde Julho de 2016 até Julho próximo, permitiu que fossem aprovados projectos num valor total de 332 milhões USD, a serem aplicados em cinco anos.

Deste valor, cerca de 70 milhões USD serão investidos na execução de projectos agrícolas nas províncias do Bié, Huambo e Malanje, um financiamento que acontecerá através do projecto de desenvolvimento da agricultura familiar e comercialização (Market-oriented Smallholder Agriculture Project - MOSAP II) do Banco Mundial. Oprograma vai envolver 175 mil famílias de 80 comunas em 26 municípios das províncias atrás referidas.

O presidente do BM, Jim Yong Kim, anunciou um valor de 57 mil milhões USD em financiamento para os países a sul do Sahara ao longo dos próximos três anos fiscais.

Banco Mundial apoia África Subsaariana

A maior parte do financiamento, 45 mil milhões USD, será proveniente da Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), o fundo do Grupo BM para os países mais pobres.

O apoio à África Subsaariana está avaliado em 8 mil milhões em investimentos do sector privado da Corporação Financeira Internacional (IFC), uma divisão do sector privado do Grupo Banco Mundial, e 4 mil milhões USD em financiamento do Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento, uma divisão não-concessionária do sector público.

Em Dezembro, os parceiros de desenvolvimento acordaram um valor recorde de 75 mil milhões USD para a IDA. Espera-se que 60% do financiamento da IDA seja destinado à África Subsaariana, onde se localiza mais da metade dos países elegíveis para o financiamento.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i