Director Carlos Rosado de Carvalho

Brent volta a cotar abaixo dos 50 USD

Brent volta a cotar abaixo dos 50 USD

Os operadores de mercado não acreditam que conflito diplomático que envolve a Arábia Saudita e o Qatar coloquem em risco a implementação do actual acordo de corte de produção entre o cartel e os seus parceiros.

O conflicto diplomático entre o Qatar e três dos seus parceiros da região fez com que o preço do petróleo registasse uma forte subida. Contudo, os ganhos foram de pouca duração já que esta não foi (nem deverá ser) a única vez que existiram tensões políticas entre parceiros da OPEP. E, tendo em conta o historial deste tipo de desavenças, os operadores de mercado não acreditam que estas coloquem em risco a implementação do actual acordo de corte de produção entre o cartel e os seus parceiros.

As atenções dos investidores voltaram-se assim para o tema que tem dominado o mercado de crude nos últimos meses e que tem que ver com o excesso de oferta que ainda existe e que tem impedido uma valorização mais sustentada do preço do petróleo.

(Leia o artigo na integra na edição 419 do Expansão, de sexta-feira 28 de Abril de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i