Director Carlos Rosado de Carvalho

Angola 'deve' 500 milhões USD às companhias aéreas

Angola 'deve' 500 milhões USD às companhias aéreas

A portuguesa TAP lidera os "credores" com transferências pendentes da ordem dos 225 milhões USD, seguida da Emirates com cerca de 160 milhões USD. As dificuldades no repatriamento levaram a companhia do Dubai a reduzir voos e a romper parceria com a TAAG.

Angola tem retidos 477 milhões USD de transferências de 12 companhias aéreas que actuam no mercado nacional, o segundo país do mundo que mais "deve" depois da Venezuela, com 3,8 mil milhões USD, de acordo com o Relatório Mensal de Junho de 2017 da IATA, organização internacional que agrupa as companhias de aviação.
Segundo fonte do Expansão, 225 milhões USD que o País tem bloqueados são da companhia aérea portuguesa TAP e 160 milhões USD pertencem à Emirates.
A "maka" surge porque quando alguém compra um bilhete de avião em Angola em Kz a uma companhia estrangeira, para um voo com destino a uma capital estrangeira e regresso a Angola, obriga o País a deixar que essa companhia transfira para o seu país um montante em moeda estrangeira.

(Leia o artigo na integra na edição 430 do Expansão, de sexta-feira 14 de Julho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i