Director Carlos Rosado de Carvalho

BNA vai divulgar divisas que vão para os bancos semanalmente

BNA vai divulgar divisas que vão para os bancos semanalmente

O banco central estabelece novos critérios para a venda de cambiais para cobertura de viagens, ajuda familiar, cartões internacionais, entre outros. Instituição justifica medida com a "necessidade de se ajustar a metodologia de atribuição de divisas aos bancos comerciais nas sessões de venda, enquanto não é reposto o sistema de leilões".

O Banco Nacional de Angola (BNA) vai passar a publicar o montante de divisas vendidas a cada um dos 29 bancos comerciais a operar em Angola, tendo, também, definido que cada instituição bancária terá acesso ao valor mínimo de 50 mil USD em divisas por cada sessão de venda semanal, revela uma directiva do departamento de Mercados de Activos do banco central a que o Expansão teve acesso.
A directiva do BNA n.º 07/2017 estabelece os critérios para o apuramento da venda de divisas para cobertura de operações privadas com viagens, ajuda familiar, saúde, educação, salários de trabalhadores expatriados, remessas de dinheiro e cartões de marca internacional. A directiva estabelece que, além do montante mínimo que caberá a cada um dos bancos, o "plafond" restante será atribuído "em função da quota de mercado do segmento de particulares de cada um dos bancos". A "quota de mercado resulta da soma do valor dos depósitos e crédito líquido de provisões atribuíveis ao segmento de particulares em moeda nacional e estrangeira de cada banco pelo total de depósitos e crédito líquido de provisões do mercado para esse segmento e é calculada utilizando os dados de fecho contabilístico do mês precedente".
Face à escassez de divisas, os novos critérios adoptados pelo BNA têm como objectivo "conferir maior transparência ao processo e previsibilidade aos bancos bem como reconhecer o esforço de captação e de concessão de crédito particulares", indica o documento.

(Leia o artigo na integra na edição 449 do Expansão, de sexta-feira 24 de Novembro de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)


Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i