Director Carlos Rosado de Carvalho

Um novo desafio: inteligência artificial nas organizações

Um novo desafio: inteligência artificial nas organizações

Então, no nível organizacional, para onde nos levam estas mudanças? De que forma vão afectar/afectam o nosso quotidiano? Várias são as abordagens a esta temática, alguns defendem a redução de emprego, com a substituição das pessoas pelas máquinas, outros defendem o crescimento e aumento de emprego com a utilização das mesmas máquinas.

A Inteligência Artificial (IA ou AI Artificial Inteligence) está cada vez mais presente no nosso quotidiano e desperta sentimentos contraditórios de misticismo, admiração, curiosidade e cepticismo.
Parece-me tão longínqua a evolução e o rápido crescimento que este tema tem tido na implementação de processos cada vez mais automatizados e simultaneamente inteligentes, mas a verdade é que rapidamente fazem parte do nosso quotidiano. Já se aperceberam que existem por exemplo cada vez mais aplicativos e informação a ser gerada, trabalhada com recurso às IA?
A Siri da Apple é um exemplo.
Pelo que achei de todo relevante fazer alguma pesquisa nesta área e partilhar convosco um pouco mais sobre o tema.
Inteligência artificial (por vezes mencionada pela sigla em português IA ou pela sigla em inglês AI - artificial intelligence) é a inteligência similar à humana exibida por mecanismos ou software. Também é um campo de estudo académico. Os principais pesquisadores e livros didácticos definem o campo como "o estudo e projecto de agentes inteligentes", onde um agente inteligente é um sistema que percebe seu ambiente e toma atitudes que maximizam suas chances de sucesso. John McCarthy, quem cunhou o termo em 1956 ("numa conferência de especialistas celebrada em Darmouth Colege" Gubern, Román: O Eros Electrónico), define-a como "a ciência e engenharia de produzir máquinas inteligentes". É uma área de pesquisa da computação dedicada a buscar métodos ou dispositivos computacionais que possuam ou multipliquem a capacidade racional do ser humano de resolver problemas, pensar ou, de forma ampla, ser inteligente.

*Especialista em Recursos Humanos

(Leia o artigo na integra na edição 461 do Expansão, de sexta-feira 23 de Fevereiro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)


Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i