Director Carlos Rosado de Carvalho

Transformar garrafas em vassouras para sair da pobreza

Transformar garrafas em vassouras para sair da pobreza
Foto: Osmar Edgar

A empresa nasceu de um programa da Associação de Profissionais e Amigos de Combate à Pobreza que, desde 2002, mudou a vida a 500 famílias. No seio do projecto, que inclui uma zona residencial, escolas e um centro médico, nasceram duas empresas. Uma transforma garrafas de plástico em vassouras.

As mesmas garrafas de plástico que sujam terrenos baldios e que demoram décadas a biodecompor-se estão a transformar-se em dinheiro numa empresa de reciclagem de garrafas plásticas, sediada em Viana. A Vasso-força nasceu de um projecto de um milhão USD de luta contra a pobreza, que ajudou a tirar meio milhar de famílias da pobreza extrema, no bairro da Lixeira, Golf II, em Luanda.

A empresa localizada em Viana, no Zango IV, reúne 24 trabalhadores, entre homens e mulheres, abrangidos pelo projecto de luta contra a pobreza, concebido por Babiana de Almeida, e que foi financiado por um benfeitor estrangeiro.

Adelina Inácio Tavares, antiga moradora do bairro da Lixeira, aprendeu a transformar as garrafas de plástico em vassouras, que hoje servem para limpar o asfalto em várias artérias da cidade.

Como Adelina Inácio, existem outras pessoas que encontraram uma oportunidade de emprego na empresa de reciclagem de plástico. É este também o caso de Ernesto Sampaio. Apesar da deficiência num dos braços, defende o seu posto de trabalho com a selecção e corte das garrafas plásticas, tarefa de extrema importância nesta empresa que, além de vassouras, produz cadeiras, árvores de natal, puffs, camas, cortinas e chapéus.

(Leia o artigo na íntegra na edição 462 do Expansão, de sexta-feira 2 de Março de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i