Director Carlos Rosado de Carvalho

"A crise tem sido uma oportunidade para melhorar os meus serviços"

"A crise tem sido uma oportunidade para melhorar os meus serviços"
Foto: D.R.

A empresária e estilista proprietária da marca Asuen Suetam entrou no mundo dos negócios quando criou uma agência de empregadas domésticas. O momento económico do País obrigou-a a ser mais criativa nos investimentos e nem a crise a impede de apostar na responsabilidade social.

É hoje uma estilista conhecida pela sua linha de moda de praia. Quando é que criou a marca Asuen Suetam?
Surgiu quando resolvi entrar no mundo do empreendedorismo. A marca foi lançada em Outubro de 2014, na mesma altura em que foi lançada a primeira colecção.

Por que é que se lançou a este desafio?
Queria fazer algo diferente na minha vida. Na altura em que decidi ainda trabalhava por conta de outrem.

Quem desenha as peças?
As peças são desenhadas por mim. A primeira colecção foi uma réplica de modelos de marcas já existentes no mercado. Queria dar passos pequenos ao entrar no mercado como empreendedora. As outras colecções foram desenhadas por mim e assim tem sido até agora.

A linha continua a ser produzida no Brasil?
Sem qualquer sombra de dúvidas sim, continua.

Quais são as dificuldades que encontra para estar no mercado em Angola?
Enfrento as que a maioria dos empresários têm sofrido, a compra de divisas, transferências para pagamentos no exterior, pagamento excessivo das taxas aduaneiras. (...)


(Leia a entrevista integral na edição 492 do Expansão, de sexta-feira 28 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i