O espaço mais valioso do mundo: a mente dos consumidores

O espaço mais valioso do mundo: a mente dos consumidores

"Fazer igual" (ou seja, copiar boas práticas) pode resultar ao nível do negócio, mas não ajuda a criar uma identidade própria da Marca com impacto no longo prazo. Se algo não é único, significa que pode ser obtido em qualquer outro lado, eventualmente em melhores condições. A singularidade é alcançada quando não consegue encontrar um substituto...

Quanto vale para uma Marca a conquista de um espaço único, só seu, na mente de um consumidor? A resposta só pode ser: "Não tem preço!".

Poder ocupar esse espaço é um sinal claro de uma proximidade entre o Consumidor e a Marca, de uma forma que está muito para lá da mera opção de compra. Corresponde a uma identificação ampla de valores, maneira de estar, de significado, de propósito.

Por esta razão, a Marca é reconhecidamente um dos activos intangíveis, um dos mais preciosos que as empresas podem ter. Esta "ocupação" da mente do consumidor não acontece da noite para o dia, é um processo de longo prazo, de continuidade e de coerência, que envolve o estabelecimento de uma relação relevante com o consumidor.

A ocupação deste espaço tão valioso, resulta assim de vários factores:

Da capacidade da Marca em definir e apresentar um propósito relevante;

Da Marca poder entregar essa proposta de forma consistente e genuína ao longo do tempo;

Da capacidade da Marca ser coerente nessa entrega, nos diferentes pontos de contacto que estabelece com os Consumidores;

Perceber o valor da Marca na visão dos negócios é, assim, uma tarefa exigente e implica visão estratégica dos responsáveis pelos negócios e equipas empenhadas e competentes. (...)

*Superbrands Senior Partner



???????(Leia o artigo integral na edição 530 do Expansão, de sexta-feira, dia 28 de Junho de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i