Ministério das Pescas falha metas de captura em todos os segmentos

Ministério das Pescas falha metas de captura em todos os segmentos
Foto: César Magalhães

O Zaire lidera a pesca artesanal, enquanto Luanda é a região com mais operadores industriais, representando 54%, o equivalente a 119,0 mil toneladas, do total produzido em todo o País em 2019. Os dados das exportações de pescado, pelo contrário, subiram, tendo em conta os indicadores de 2018.

Angola falhou as metas de captura de pescado em 2019, em quase todos os tipos de pesca, resultando num crescimento de 0,2%, face ao ano de 2018, indicam os dados divulgados em finais de Dezembro do ano passado, no segundo conselho consultivo do Ministério das Pescas e do Mar (Minpesmar).

No ano passado, o Minpesmar registou a captura de 443,2 mil toneladas de pescado diverso, 17% abaixo das 533,8 mil toneladas previstas pelo órgão que tutela a actividade piscatória em Angola.

Os dados do Minpesmar indicam que a pesca industrial e semi- -industrial continuam a ser as actividades preferidas dos operadores do sector, sobretudo em Luanda, onde este segmento representa 54% das empresas licenciadas em Angola. Neste segmento, o Minpesmar registou, no ano passado, a captura de 260,6 mil toneladas, ou seja mais 8,7% face ao período igual de 2018, do total, 54% foram capturas de Luanda.

Na pesca industrial e semi-industrial, de acordo com a direcção de pescas do Minpesmar, estava prevista a captura de 300 mil toneladas e os indicadores apontam que os resultados alcançados ficaram 13% abaixo deste objectivo.

Em termos homólogos, a pesca industrial e semi-industrial foi a que registou maior aumento com uma subida de 8,7%, em 2019, face ao ano de 2018, em que as capturas, neste segmento, fixaram- se nas 239,7 mil toneladas de pescado diverso.

No sentido inverso, ou seja, a produção de pesca artesanal continental foi a que mais caiu. Em 2019, este segmento de pesca registou uma quebra de 42,2% comparativamente ao ano anterior. (...)


(Leia o artigo integral na edição 556 do Expansão, de sexta-feira, dia 10 de Janeiro de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i